RECADOS

12 de dezembro de 2012.

Eu deveria ter dito tudo que eu tive vontade de dizer. E você não imagina, não imagina a vontade que eu tinha de olhar em seus olhos e dizer o quanto eu te odiava, o quanto eu odiava o que você fez comigo, tudo que fez. Talvez você não se lembre mais de mim, talvez você esqueceu tudo. Mas eu não esqueci, não esqueci de tudo que eu queria te dizer, do quanto você me magoou, das lágrimas que caíram a noite por sua causa, das vezes que eu ficava esperando com que você pedisse desculpas por estar errado, mas você nunca pediu, eu pedia desculpas mesmo sem estar errada, eu ia atrás mesmo quando era você que deveria fazer isso, eu que chorava enquanto você nem se importava, enquanto você ria e saia com os amigos. E agora eu lembro de tudo que a gente passou, do seu ciumes possessivo, das mensagens que nunca enviou, das vezes que discutia comigo sem motivo nenhum, do quanto você não gostava dos meus amigos. E agora eu tenho certeza disso, eu vou deixar pra trás, na verdade eu já deixei. Mas doeu, doeu quando você foi embora, doeu quando você jurava pra sempre sendo que nunca ia ser, doeu quando você me trocou. Eu sempre te perdoei, e hoje também me odeio de ter voltado atrás quando não era pra voltar, por todas as vezes que derramei lágrimas por causa de suas burradas. Você era nada do que pensei. Era um idiota. E hoje eu odeio você, mesmo que não seja o suficiente. Um ano, nunca pensei que poderia se passar um ano e você ter se tornado um total estranho, eu deveria ter imaginado que iria dar errado, que você iria me deixar fria, e desse jeito. Deveria ter colocado um fim nisso tudo a muito tempo, ou nem deixar que tivesse um começo.
Faz um ano, um ano que você fez aquela promessa e eu acreditei, um ano que eu pensava ser a garota mais feliz do mundo, mas eram ilusões, eram coisas idiotas, eu nunca deveria ter acredito em nada do que você disse. Você foi um idiota, isso eu sei. Você complicou anida mais minha vida, você fez com que eu brigasse com uma das pessoas que eu mais amo no mundo. Eu sempre fiz o melhor para poder ficar com você, para estar ao seu lado, eu tentei sair daqui de onde eu moro só para ir até a sua cidade, e te abraçar, eu sempre tentei me sacrificar, briguei com alguém que eu amava, me afastava das pessoas por você ser do jeito que você é. Mas você nunca fez nada. Nunca deveria ter deixado acontecer alguma coisa. 

(A letter for an idiot).

  1. destroyin-g reblogged this from c-onselheira
  2. m-irror-my reblogged this from c-onselheira
  3. estraviada reblogged this from c-onselheira
  4. suaeternagarotinha reblogged this from c-onselheira
  5. c-onselheira reblogged this from destroyin-g
  6. ensejos-nostalgico reblogged this from c-onselheira
  7. p-o-s-i-t-i-v-i-d-a-d-e-e reblogged this from c-onselheira
  8. ilusaodetonto reblogged this from c-onselheira
  9. quase-atriz reblogged this from c-onselheira

sexlost